eSports: Competições entre atletas profissionais de jogos digitais criaram um mercado muito popular e lucrativo

ANÚNCIO

As eSports (eletronic sports) são competições de jogos eletrônicos, em nível profissional, transmitidas para diversos locais do mundo. Elas podem ser disputadas tanto individualmente quanto por equipes, em campeonatos presenciais ou online.

Nos últimos anos, o mercado de jogos online cresceu de forma bastante considerável, o que motiva muitos jogadores a buscarem a profissionalização.

Várias empresas têm demonstrado interesse em investir nesse tipo de competição, tornando os eSports ainda mais atrativos.

Como surgiu?

A primeira competição de jogos eletrônicos ocorreu nos Estados Unidos, realizada por uma empresa na Universidade Stanford, em 1972. Os alunos competiram no ambiente digital, no jogo Spacewar (Intergalactic Spacewar Olympics), por um ano de assinatura da revista Rolling Stone.

Apesar de ter se iniciado em 1972, o primeiro campeonato (Space Invaders Championship) foi realizado apenas em 1980, pela Atari, empresa de produtos eletrônicos responsável por inserir os videogames no mercado.

Com o avanço da internet, em 1990, as competições tornaram-se mais freqüentes e mais populares. Dessa forma, surgiu o primeiro perfil de jogador profissional de jogos eletrônicos (Pro player).

Em 2000, as competições começaram a ganhar força, principalmente em países asiáticos, e passaram a receber investimentos de várias empresas, aumentando consideravelmente os valores dos prêmios oferecidos.

Diante disso, surgiram as primeiras ligas, a Eletronic Sports League (ESL) e a Major League Gaming (MLG), organizando campeonatos pela Europa, Estados Unidos e Canadá.

O cenário competitivo de jogos eletrônicos tornou-se bastante lucrativo a partir de 2010. O primeiro Mundial de Dota 2, sediado na Alemanha em 2011, forneceu uma premiação ao vencedor de cerca de U$ 1 milhão de dólares. Os prêmios desse torneio somaram cerca de U$34 milhões em sua edição mais recente.

Com o aumento da popularidade das eSports, o número de torcidas e espectadores dos jogos também aumentou significativamente. O Campeonato Mundial de League of Legends, realizado em 2014, contou com a presença de cerca de 40 mil pessoas.

Categorias de eSports

Existem muitas modalidades de esportes eletrônicos, algumas mais famosas que outras. Entre os estilos de jogo mais praticados estão, o Battle Royale (Combate entre vários jogadores), FPS (Tiro em primeira pessoa), MOBA (Arena de batalha entre múltiplos jogadores) e simuladores de esportes tradicionais.

No Brasil

As competições brasileiras de jogos eletrônicos tornaram-se populares com a realização dos primeiros torneios de League of Legends e Counter-Strike.

No Brasil, esse tipo de competição também tem atraído a atenção de diversas empresas e do público de forma geral. O campeonato de League of Legends no país teve como público o total de aproximadamente 20 mil pessoas em dois anos de competições (2015-2016).

Desde a realização dos primeiros torneios, o cenário competitivo brasileiro tem crescido de forma exponencial, devido ao ótimo desempenho dos jogadores brasileiros.

De acordo com projeções feitas pela Newzoo (consultora no mercado de jogos), em 2021 aproximadamente 30 milhões de pessoas farão parte do mercado consumidor de eSports de alguma forma. Devido a essa ascensão, as eSports continuam crescendo e atraindo investidores no Brasil.

As eSports e os jogos para celular

Até 2019, o Hearthstone e o Arena of Valor foram os jogos de celular com as maiores premiações no cenário das eSports. Devido ao baixo investimento necessário para baixar e jogar esse tipo de game, os jogos de celular têm superado as demais plataformas.

Vainglory

O jogo foi lançado em 2014, e tornou-se um dos maiores nomes no cenário competitivo de jogos para celular. Em 35 torneios, o jogo premiou os vencedores com cerca de U$797 mil dólares.

A premiação total da edição de 2016 do Mundial de Vainglory foi de U$120 mil.

Clash Royale

O jogo de estratégia desenvolvido pela Supercell foi considerado o jogo para Android e iOS mais acessado em 2017, arrecadando mais de U$ 1 milhão de dólares.

Free Fire

O Free Fire ingressou recentemente no cenário competitivo profissional e tem ganhado cada vez mais espaço entre as competições de jogos eletrônicos, apresentam sinal de que crescerá ainda mais.

Esse jogo chegou a ter um rendimento de R$364 milhões de reais nos primeiros meses de 2019 e conta com uma adesão de quase 80 milhões de novos usuários.

Também em 2019, o Brasil sediou o Free Fire World Series, liderando o ranking de audiência das lives do Youtube, evidenciando a popularidade desse Battle Royale.

Clash of Clans

Esse jogo foi lançado pela mesma desenvolvedora do Clash Royale. Ele combina diversas estratégias de combate e tem atraído uma grande quantidade de usuários.

O primeiro campeonato promovido pelo game em conjunto com a organizadora ESL, teve uma duração de 6 meses e premiou os vencedores com cerca de R$4 milhões de reais.

Como se profissionalizar

Em 2017 foi criada a Confederação Brasileira de eSports (CBeS), com o objetivo de fornecer o apoio e a representatividade necessários ao desenvolvimento das eSports no Brasil.

Essa organização também é responsável por definir os conceitos de campeonatos profissionais e semiprofissionais, juntamente com a empresa desenvolvedora dos jogos. O campeonato profissional possui as mesmas características do semiprofissional, se diferenciando apenas quanto à duração.

Para se profissionalizar no jogo e participar dos campeonatos, o jogador pode seguir alguns passos:

  • Acompanhar os torneios: Estar bem informado sobre o seguimento dos jogos eletrônicos e assistir a campeonatos possibilita que o jogador fique por dentro do crescimento do mercado e avalie as estratégias usadas pelos competidores;
  • Se especializar em um jogo específico: Uma boa iniciativa para tornar-se um profissional em jogos online, é experimentar diversos tipos de jogos, até encontrar o certo. Assim que o jogador tiver escolhido o game, poderá dedicar-se totalmente a ele. O ideal é que, além de jogar, o usuário pesquise sobre todo o conteúdo que envolve o jogo, assim como estratégias, guias e recursos especiais;
  • Treinar: Praticar regularmente, com jogadores do mesmo nível e de forma séria é importante para se especializar no jogo.
  • Ingressar em um time de eSports: Existem muitas seleções para o ingresso de novos membros em times de eSports no Brasil, como, o Team Liquid, Faze Clean e o Flamengo eSports, cada um com sua especialidade. Em 2015, por exemplo, o Esporte Clube Vitória abriu uma seleção para o ingresso de 15 novos membros para participar de uma competição de League of Legends.
  • Ficar atento às oportunidades: O jogador precisa buscar se tornar conhecido para atrair a atenção de patrocinadores. Para isso, é ideal que, além de praticar, o jogador participe de eventos do jogo e deixe ser visto.
ANÚNCIO


Conteúdo Relacionado

O Pixnel trás diariamente artigos sobre os mais variados temas. De Curiosidades interessantes a dicas relacionadas a jogos e aplicativos. Sinta-se a vontade para nos enviar sugestões por nossa aba de contato ou através das redes sociais.

Email: [email protected]


Início Contato Cookies Isenção de responsabilidade e direitos autorais Política de Privacidade
PIXNEL - CNPJ: 31.320.321.0001-05